Usuário
Senha
Memorizar

    Para criar uma nova conta, entre em contato com o administrador.

História do município

7ª Gestão - 2017 a 2020

Prefeita: Juliana Araújo Vicente Roque - PSB
Vice-Prefeito: Luiz Henrique Sanches Lima - PMDB
Telefone: (69)3525-1058
Endereço: Av. Castelo Branco, 1.046
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

HISTÓRIA DO MUNICÍPIO

Histórico:
A denominação dada ao rio, ao lugarejo e, oportunamente, à estação Telegráfica de “Pimenta Bueno”, pelo chefe da Comissão Rondon, deve-se a homenagem que o mesmo estaria prestando ao ilustre homem público, Francisco Antônio Pimenta Bueno, nascido em Cuiabá, aos 10 de novembro de 1836 e falecido no Rio de Janeiro em 07 de dezembro de 1888.

Francisco era filho do Dr. José Antônio Pimenta Bueno, Visconde e Marquês de São Vicente e da Marquesa Dona Balbina Henriqueta de Faria e Albuquerque.

Francisco Antônio Pimenta Bueno, de excelente formação moral, descendente de nobre família, desde muito cedo, abraçara a carreira militar tornando-se Coronel do Estado Maior de Primeira Classe.

Laureado em Ciências Matemáticas pela antiga Academia Militar, foi Pimenta Bueno distinguido pelo governo imperial com diversas e importantes comissões de caráter civil, destacando-se, dentre elas, a de exercer a Presidência da Província do Amazonas, no ano de 1888, quando D. Pedro II dirigia os destinos da nação, quase ao final do segundo reinado.

A sua reconhecida competência técnica o colocara sempre em posição de relevo entre os seus colegas, sendo-lhe atribuída a execução de obras militares da mais alta importância, tendo-as desempenhado sempre com inteligência e patriotismo. Entre essas obras, merece menção a “Carta da Província de Mato Grosso” que por si só seria suficiente para recomendar a sua competência profissional, uma vez que nela evidencia o largo conhecimento adquirido no sertão mato-grossense, por ele explorado e desbravando.

Rondon, quando partiu no desempenho da magnânima obra (traçado da linha telegráfica), municiou-se de todos os dados e informações disponíveis a respeito do vasto sertão que iria devassar. Como ele próprio registra, especialmente quando se reporta ao fato de iria “descobrir” o rio Jurema, porquanto, na ocasião apenas vagas e antigas indicações documentais faziam alusão sobre ele, dentre as referências, destaca “cidade de Mato Grosso”, de Taunay e registros cartográficos, dos tempos coloniais, dentre as quais as anotações de Pimenta Bueno.

Há referências que em 1926, o vilarejo contava com a população de 24 pessoas. Até a década de 1940, o pequeno povoado viveu em função do posto telegráfico e a economia girava em torno da extração da borracha e garimpo de diamantes. Nos anos 1960 com a abertura da BR-364 pelo quinto batalhão de engenharia e construção (5.º BEC) a vila se expandiu.

Em 1969, com a implantação do projeto integrado de colonização pelo INCRA, começaram a chegar os migrantes, vindos especialmente do sul, para promover o crescimento e o progresso do então território federal do Guaporé, posteriormente território federal de Rondônia. Ainda hoje, segundo pesquisadores, residem no Município, descendentes daqueles pioneiros.

"Elevado à condição de Município por meio da Lei Federal n.º 6.448, artigo 47 de 11 de outubro de 1977, sua emancipação político-administrativa aconteceu em 24 de novembro de 1977, data da instalação e na qual, anualmente, comemora-se o aniversário do mesmo e a posse do senhor Vivente Homem Sobrinho, primeiro prefeito, então nomeado pelo governador Humberto da Silva Guedes (Coronel do Exército Brasileiro)".

(LORENZON, A. R., Pimenta Bueno, um pouco de sua História - 2002).

DADOS GERAIS

A População Total do Município era de 33.822 de habitantes, de acordo com o Censo Demográfico do IBGE (2010).

Sua Área é de 6.241,07 km² representando 2.627% do Estado, 0.162% da Região e 0.0735% de todo o território brasileiro.

Seu IDH é de 0.754 segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2000)


Ano de Instalação: 1977
Microrregião: Vilhena
Mesorregião: Leste Rondoniense
Altitude da Sede: 195m
Distância à Capital: 438.7547km

Fonte: Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD

HINO DO MUNICIPIO

Quando o sol, nasce lá no horizonte
Iluminando a beleza da terra mãe
São teus filhos que crescem
E o teu futuro que vem
O teu passado engrandece
Rondon que te escolheu bem
Teus rios matam a sede dos corações
Teu verde mostra a riqueza vinda do chão
Teu berço tão grande acolhe
Migrantes de outros rincões
No peito raça e coragem
Teu nome nos corações
Pimenta Bueno tens o meu coração
força brilho e coragem
Liberdade e união
Pimenta Bueno terra abrigo e calor
Quem te conhece se encanta
que Deus proteja teus filhos
Em nome da paz e do amor.

SIMBOLOS

Bandeira do Município: A Bandeira Municipal terá as seguintes características: O tamanho oficial da Bandeira de Pimenta é de 14x20cm, em pano, totalmente matizada nas cores: Verde, Amarelo e Branca. A bandeira está dividida em três partes, as quais compreendem os três rios que cortam Pimenta Bueno. Do canto de cima à esquerda, desce o rio Apidiá, de baixo no canto esquerdo o rio Comemoração, e no encontro a 5 cm da margem se encontram e formam em linha reta o rio Machado, matizados em Azul, numa largura de 1,5 cm. Acima do traço do rio Machado, está matizado em amarelo ouro, que significa as cores reais do nosso País, num ângulo de 120º no lado na descida do rio Apidiá. Na parte abaixo do rio Machado, num espaço de 1,5cm encontram-se 4 linhas brancas, que representam o Telégrafo, saindo do rio Comemoração, seguindo paralelo ao rio Machado. A distância de um fio ao outro é de 0,5 cm. Encontra-se a 4cm, do rio Comemoração, seguindo paralelo ao rio Machado. A distância de um fio ao outro é de 0,5 cm. Encontra-se a 4cm, do rio Comemoração e a 4cm, ao final da bandeira 4 estrelas no meio dos cabos. Cada uma no tamanho de 1,5 cm . As quatro estrelas simbolizam a Madeira, a Agricultura o Minério e a Pecuária. A parte inferior está matizada de verde, num ângulo de 120º, a esquerda com o rio Comemoração. No triângulo Escaleno a esquerda, no canto da bandeira, está matizado de branco, onde realmente se encontra a cidade de Pimenta Bueno simbolizando o arenito (areia).

Brasão do Município: O Brasão adotado será constituído da seguinte forma: O tamanho oficial do Brasão de Pimenta Bueno é de 14x20cm, totalmente matizado nas cores: Amarelo, Branco, Verde, Azul, Cinza e Vermelho. A faixa abaixo que levemente convoca para cima, tem uma extensão de 14cm por 1,5 cm, de largura onde se lê em preto no lado esquerdo da data de criação do município em 1.977, seguindo numa dobra para cima o nome de Pimenta Bueno, e no final em dobra para cima a data de criação do Estado de Rondônia no ano de 1.981. Ao meio desta faixa acima está desenhado meia esfera matizada em cinza que simboliza a madeira, numa largura de 4cm. De cima do toro de madeira sobe a pira com 9,0cm de extensão, na largura de 1,5 cm, matizada em azul. Divididas em 7 partes, sendo 5 iguais e 2 desiguais. De cima da pira sobe 4 fios tortuosos iguais, em preto, que simboliza o Telégrafo num tamanho de 3cm, que vai ligar a estrela do Azul da União. A estrela tem um tamanho de 10 cm ao todo. No meio acha-se uma circunferência de 3cm, matizada em azul, somente as bordas circulares e ao centro se acha a Bandeira de Pimenta Bueno, nas cores oficiais, tendo o fundo em branco. Da circunferência nasce 5 pontas de 3,5 cm, cada uma de tamanho igual, numa largura de 2,0 cm ao pé, matizado de amarelo ouro, com 4 pontas verdes de 3cm, cada, nascendo ao vácuo de cada pontas. Da pira, tanto do lado esquerdo quanto ao direito, sai em partes iguais, matizados de cinza, a cabeça de boi, dividido pela pira, que representa a pecuária, num tamanho de 13,5 cm em linha reta, apontados para cima, se curvando levemente, quase formando uma esfera. Duma ponta a outra são 13cm, ao todo. Na parte superior da pira do lado esquerdo, pelo lado de dentro da guampa, nasce um galho de arroz, curvado conforme o contorno da mesma, contornando a estrela, matizado em verde as folhas e em vermelho, os grãos. Estas duas ramificações representam a agricultura.O decreto que criou o Brasão de armas e oficializou a bandeira do município, foi assinado em 26 de Maio de 1982, pelo então prefeito Vicente Homem Sobrinho.



TURISMO

Pontos Turísticos

Praia: No período de estiagem, os rios amazônicos reduzem seu volume d’água, rebaixando sensivelmente seu nível fluviométrico; com isso, provoca o aparecimento de trechos dos rios margeados por praias arenosas, propícias a atividades de lazer. Nas proximidades do encontro das águas dos rios Pimenta Bueno e Comemoração afloram diversas praias frequentadas por moradores locais e visitantes, dada à facilidade de acesso, qualidade das águas e atrativos do local. A montante dos referidos rios, existem outras praias igualmente atraentes, necessitando-se, porém, de uma embarcação para atingi-las. A distância destas praias é de 2 a 3 km da zona central da cidade, acessível através dos bairros marginais aos rios.

Lagoa(Pesca): A pesca amadora recebe um grande fluxo de pessoas nos principais rios do município, notadamente na estiagem, tais como os rios Machado, Pimenta Bueno, Comemoração e Roosevelt, com uma grande variedade de espécies desfrutando-se, além disso, da beleza e da paz da floresta tropical.

Açude- Fazenda Seringal do Ouro: O extrativismo vegetal, particularmente da borracha, teve a sua fase áurea em Rondônia nas décadas de 40 e 50, com a implantação de dezenas de seringais e a fixação de imigrantes nordestinos como seringueiros embrenhados na mata em busca de uma produção crescente de látex, necessária aos mercados consumidores nacionais e internacionais.

Em Pimenta Bueno, ainda estão preservados alguns seringais com produção quase artesanal de borracha, destacando-se entre eles a Fazenda Seringal do Ouro, localizado nas cabeceiras do Igarapé Tupã, um dos formadores do Igarapé Melgacinho. Dista a 5 km da Rodovia BR364 e daí 21 km para sul em direção à Vila Guaporé. Trata-se de um antigo seringal, preservado parcialmente e que mantém intacta a infraestrutura necessária para a produção de borracha, podendo-se apreciar todas as fases, desde a coleta efetuada em seringueiras localizadas em trilhas conhecidas como estradas, o próprio leite de seringa até os processos de beneficiamento do produto, tanto pela defumação praticamente abandonada como pela prensagem, passando ainda pelo equipamento usado para o trabalho diário, as colocações dos seringueiros, e a própria sede do seringal.

É uma experiência inovadora em termos de turismo, caracterizando uma atividade inserida profundamente no contexto cultural de Rondônia. Na Reserva Extrativista Chico Mendes, no vizinho Estado do Acre, colocou-se à disposição de turistas uma área de extração de látex onde se pode observar todo o processo de forma contínua, apoiado por uma estrutura física de hospedagem adequada ao local.

Fonte de água mineral (Água Mineral Lind’Água): Envase e gaseificação de agua mineral e fabricação de refrigerantes Lind’Água. Situa-se na Linha 36, Lote m7, Bairro: Zona Rural, Cidade: Pimenta Bueno/RO.

Balneário (Lago do Sonho): Simboliza outra opção de lazer para a população, em face de magnitude do lugar e a sua beleza, ostenta um lago artificial com mais de 3.000m² de área, formado pelo represamento duradouro de um igarapé; mantêm-se fragmentos de vegetação nativa em suas margens, estando dotado de uma infraestrutura básica as quais se adicionam serviços de bar e restaurante, entre outros. Situa-se na estrada indo a Rolim de Moura.

FONTE: Prefeitura Municipal de Pimenta Bueno

 1760, 

Município

Av. Castelo Branco, 930 - Pioneiros
         Pimenta Bueno - RO.
         CEP 76970-000

(69)3451-2015 - (69)3451-7380
camara@pimentabueno.ro.leg.br
ouvidoria@pimentabueno.ro.leg.br

Horário de atendimento
         Segunda a sexta - 7h00 às 13h00

Localização